Informações sobre o país

A República do Djibuti é um país africano localizado no corno oriental da África. Os idiomas oficiais são o francês e o árabe. No entanto, a maioria dos residentes fala somali. O setor de serviços é a maior indústria do Djibuti. O país é anfitrião de pontos estratégicos de trânsito através de sua linha costeira do Mar Vermelho. Empresas que procuram expandir-se para a África Oriental que selecionam Djibuti desfrutarão de estabilidade política, acesso a uma das maiores rotas marítimas do mundo, e um dos melhores sistemas de telecomunicações da África.

Contratos de trabalho

Os contratos de trabalho em Djibuti podem ser verbais ou escritos, mas a maioria dos contratos é exigida por escrito e no idioma local. Os contratos de trabalho podem ser indefinidos, em tempo integral, meio período, ou por um prazo fixo definido que tenha uma data de expiração. Os contratos de prazo fixo não podem exceder 12 meses, podem ser baseados na conclusão do trabalho e são renováveis apenas uma vez. Qualquer contrato que não tenha um prazo fixo é considerado um contrato indefinido. Um contrato que estabeleça os termos e condições de emprego deve incluir:

  • Nome e endereço do empregador
  • Nome e endereço do funcionário
  • Descrição do trabalho
  • Salário
  • Forma de pagamento
  • Data de pagamento dentro de oito dias a partir do início de cada mês
  • Benefícios
  • Período de experiência.

Os salários devem ser pagos em intervalos regulares de não mais de 15 dias para funcionários por hora, e 30 dias para funcionários mensais. Entretanto, os funcionários mensais podem receber a metade de seu salário a cada duas semanas. Os empregadores são obrigados a emitir um recibo de pagamento individual para o trabalhador no momento do pagamento. A liberdade condicional para contratos por tempo indeterminado não deve exceder:

  • 15 dias para funcionários pagos a tempo parcial por hora
  • 30 dias para posições não executivas mensais pagas em tempo integral
  • Três meses para cargos executivos pagos mensalmente em tempo integral.

Entretanto, o período de experiência para contratos com prazo determinado não deve exceder dois meses. A rescisão durante o período de experiência não requer uma notificação de rescisão ou compensação. Um empregador pode contratar mão-de-obra estrangeira se a competência exigida não estiver disponível em Djibuti. Um empregador precisa obter uma permissão de trabalho da Agência Nacional de Emprego (AGENCE NATIONALE DE L'EMPLOI DE LA FORMATION DE L'INSERTION PROFESSIONNELLE (ANEFIP)), que é válida por um ano e precisa ser renovada. Qualquer estrangeiro pode exercer uma atividade remunerada sob um contrato de trabalho a termo certo, sujeito às seguintes disposições

  • O contrato deve ser feito por escrito. É o objeto de um visto emitido pelo Ministro do Trabalho.
  • O visto do contrato resulta na emissão de uma permissão de trabalho pelo Ministro do Trabalho
  • Nenhum trabalhador estrangeiro pode receber um visto de residência "de trabalho" se não tiver obtido previamente uma autorização de trabalho;
  • Esta autorização é temporária. Ela é emitida por um ano de cada vez e pode ser renovada várias vezes. Ela deve ser submetida a qualquer requisição do Ministério do Trabalho ou dos serviços de vistos do Ministério do Interior.
  • Quando um trabalhador estrangeiro sai, o empregador deve enviar uma declaração de rescisão ao Serviço de Força de Trabalho.
  • O pedido de visto é de responsabilidade do empregador. Se o visto for recusado, o contrato é nulo. Se a omissão do visto for culpa do empregador, o trabalhador tem o direito de fazer com que o tribunal de trabalho declare a nulidade do contrato e reclamar, se necessário, danos e interesses.
  • As verificações de antecedentes não são legais, mas podem ser realizadas pelo empregador se estiverem relacionadas com o trabalho em questão.
Horário de trabalho

O horário de trabalho padrão é limitado a 47 horas por semana, distribuídas em seis dias, a oito horas por dia. É necessário um mínimo de 24 horas de descanso, geralmente às sextas-feiras. O trabalho que é realizado entre 22h e 5h é considerado trabalho noturno. As horas extras são limitadas a um máximo de 4 horas por dia e 60 horas por semana. Qualquer hora adicional além das horas extras estipuladas requer autorização do inspetor de trabalho. Entretanto, o número de horas adicionais não pode ser maior que o número de horas diárias ou 1/10 das horas semanais. As horas extras geralmente são pagas a taxas estabelecidas por convenção ou acordo coletivo.

Licença por Doença

Os funcionários recebem 29 dias de licença por doença pagos a 50% da taxa básica pela previdência social. Para qualquer dia adicional além dos 29 dias, o funcionário recebe 75% do salário básico.

Licença de Maternidade/Paternidade

As trabalhadoras recebem 14 semanas de licença maternidade remunerada. Toda funcionária tem direito a uma licença maternidade que começa oito semanas antes da data presumida do parto, e seis semanas após o parto. O período de licença pode ser estendido por mais três semanas em caso de complicações que exijam uma nota médica. Após retornar ao trabalho, ela tem direito a 15 meses de descanso para amamentação durante os dias de trabalho. A duração total deste descanso não pode exceder uma hora por dia de trabalho, a ser gozada no início ou no final do dia de trabalho. As trabalhadoras elegíveis recebem benefícios de maternidade durante a licença maternidade, que são igualmente divididos entre o empregador e a Organização de Promoção Social. Os benefícios são pagos a 100% do salário mensal. Para ser elegível, o empregado deve ter pelo menos três meses de salário coberto, notificar o empregador pelo menos um mês antes da licença e fornecer um atestado médico. Os empregados masculinos recebem três dias de licença paternidade paga.

Compensação

Não há salário mínimo fixo em Djibuti. Os salários são negociados entre o empregador e o empregado. Os empregadores não são obrigados a fornecer bônus. Entretanto, alguns empregadores podem optar por oferecer benefícios baseados no desempenho.

Licença de férias

Os funcionários são elegíveis para férias anuais remuneradas após 12 meses de emprego. Eles têm direito a dois dias e meio de férias por mês a partir do dia de serviço, que é igual a 30 dias de férias anuais remuneradas. O horário das férias é decidido pelo empregador e comunicado aos funcionários pelo menos 15 dias antes do início de qualquer licença. As férias podem ser divididas em dois períodos de pelo menos 14 dias. O empregador deve pagar ao empregado um subsídio antes de um período de férias anuais. O subsídio é pelo menos igual a 1/12 dos salários e subsídios que o trabalhador recebeu nos 12 meses anteriores à data de partida em férias. Os bônus de desempenho e reembolso de despesas profissionais serão excluídos do cálculo do subsídio de férias. No caso de divisão da licença, o subsídio é dividido na proporção da duração de cada período de licença. Além das férias anuais, os funcionários recebem férias familiares de emergência pagas com um máximo adicional de 11 dias por ano. As férias familiares são divididas em:

  • Três dias de licença parental para o nascimento de uma criança
  • Três dias para o casamento do funcionário
  • Um dia para o casamento de uma criança
  • Três dias para a morte de um cônjuge, filho ou pai
  • Um dia para a morte de um irmão ou parentes.
  • Um empregado também pode receber 12 dias úteis por ano de férias não remuneradas que não são deduzidas das férias anuais. Os dias pessoais são gozados por iniciativa do empregado, desde que o empregador seja previamente notificado da ausência.
Feriados públicos
  • Ano Novo
  • Al Isra
  • Dia do Trabalhador
  • Eid-al Fitr
  • Dia da Independência
  • Eid-al Adha
  • Ano Novo Muçulmano
  • Mouloud
  • Natal
Benefícios do Seguro Saúde

Alguns empregadores oferecem seguros de saúde.

Emprego / Rescisão / Demissão

O emprego pode ser rescindido mutuamente ou por qualquer uma das partes após o cumprimento de um período mínimo de aviso prévio. O período de aviso prévio geralmente é: um mês para cargos regulares; ou três meses para cargos executivos. O aviso prévio deve incluir:

  • Motivo da rescisão
  • Nome do empregador
  • Número de registro na previdência social
  • Endereço do empregador
  • Nome do funcionário
  • Data do emprego
  • Qualificações profissionais do funcionário.

Empregadores e funcionários que não fornecem o aviso prévio necessário são obrigados a pagar o valor do salário que teria sido auferido durante o período de aviso prévio. Qualquer licença acumulada, mas não utilizada, também é paga após a separação do serviço. Um contrato de trabalho pode ser rescindido devido à incapacidade de um funcionário de cumprir os requisitos do trabalho, por razões de saúde ou falta de habilidades profissionais necessárias, ou por má conduta, fornecendo pelo menos um aviso prévio de 48 horas. Uma funcionária grávida pode romper um contrato de trabalho sem aviso prévio se houver um motivo médico. Esta violação não desencadeia danos. Os contratos a prazo fixo expiram automaticamente na data final do contrato. Entretanto, eles podem ser rescindidos por qualquer uma das partes por motivos de má conduta, força maior, dificuldades econômicas e financeiras, decisões judiciais, um acordo entre as partes e uma violação injustificada do contrato por uma das partes. A quebra de contrato ocorre devido à recusa em realizar trabalho e quaisquer outras obrigações, agressão, violação do sigilo e ausência repetida sem justificativa, para citar algumas. Um funcionário pode ter direito a indenização por demissão injustificada. Os danos não podem exceder:

  • Dois meses de salário para os funcionários de uma empresa com menos de 11 funcionários
  • Quatro meses de salário para funcionários empregados em uma empresa com 11 a 49 funcionários
  • Seis meses de salário para os funcionários empregados em uma empresa com mais de 49 funcionários.

O empregador é obrigado a informar a inspeção do trabalho por escrito dentro de oito dias após o término do emprego e emitir um certificado de trabalho para o empregado mostrando as datas de entrada e saída do empregado, e a natureza do emprego.

Leis e regulamentos locais

Entendemos que as leis e regulamentos locais mudam e o fornecimento de um guia de referência preciso não é fácil. Nossos dados são pesquisados e verificados por nossa equipe de Advogados Internacionais de Emprego, Profissionais de RH e de Benefícios e Contadores Fiscais locais através de nossa equipe Atlas e consultores, para garantir informações atualizadas e precisas.

Saiba mais

Parceria com a Atlas

A parceria com a Atlas ao expandir-se para Djibuti, pode reduzir drasticamente os processos padrão de tijolos e argamassas de fazer negócios em mercados estrangeiros e permitir que você se concentre no que você faz de melhor, fazendo crescer sua empresa! Para descobrir mais sobre como a Atlas pode simplificar sua capacidade de expansão global, sinta-se à vontade para entrar em contato conosco.
Contate-nos

Recursos globais

Ver tudo

Entre em contato

Nossa equipe de especialistas regionais está aqui para apoiá-lo com seus planos de expansão global. Se você tiver alguma dúvida, basta entrar em contato e teremos o maior prazer em ajudá-lo.